Polícia Federal prende homem suspeito de liderar quadrilha em Cambé

Dois líderes foram presos, um na cidade de Cambé (em um condomínio de luxo) e um na cidade de Toledo (região Oeste do Paraná).

0
546

A Polícia Federal (PF) fez uma operação contra um suposto grupo criminoso que atua no contrabando de cigarros e lavagem de dinheiro na região de Londrina, no norte do Paraná. Ao todo, os agentes cumpriram 23 ordens judiciais, nesta terça-feira (5).

A operação “Parasitas” cumpriu 20 mandados de busca e apreensão e dois de prisão nas cidades de Londrina, Maringá, Guaíra e Agudos (SP). Os alvos de prisão são chefes do grupo, segundo a PF. Um investigado é considerado foragido.

Dois líderes foram presos, um na cidade de Cambé (em um condomínio de luxo) e um na cidade de Toledo (região Oeste do Paraná).

Segundo as investigações, os criminosos usavam laranjas e empresas de fachada para lavar o dinheiro obtido por meio do contrabando de cigarros paraguaios.

A PF disse ainda que os membros do grupo já foram presos várias vezes transportando a mercadoria importada de forma clandestina.

Durante a operação, os policiais apreenderam documentos e veículos de luxo que podem ter sido comprados com o dinheiro do contrabando. Um jet-ski também foi apreendido.

A Justiça também autorizou o bloqueio de bens móveis e imóveis, além de recursos financeiros mantidos nas contas bancárias de investigados de até R$ 15 milhões.

Os investigados devem responder por contrabando, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Se condenados, as penas podem somar 18 anos de reclusão.

Cobra News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui